Como uma estratégia de frete pode aumentar suas vendas



Tão importante quanto a escolha dos fornecedores para os seus produtos ou o planejamento das ações de marketing, está o desenvolvimento da sua estratégia de frete. Todo e-commerce precisa ter um sistema sólido, inteligente e eficaz para entrega dos seus produtos vendidos.


Após a compra, o cliente entra em um estado de espera e de intensa expectativa de que o produto chegue no tempo certo e sem problemas. E você, como varejista, precisa fazer o possível para ele ficar satisfeito com seu serviço após a compra. Ou seja, sua estratégia de gestão de frete precisa ser eficiente.


Um plano bem estruturado considera tópicos como o cálculo de custo para o frete, se a redução da margem de lucro não gera prejuízos, se é possível implementar o frete grátis, nesse caso para quais produtos ou ticket de compra, etc. Enfim, você precisa considerar se seus preços atuais e a logística, permitem realizar o frete grátis ou a um preço baixo.


Antes de colocar qualquer estratégia em prática, você precisa entender o que está envolvido no cálculo de frete. Considerando a importância da entrega nas compras pela internet, este é um fator decisivo para se obter sucesso no e-commerce. Leve em conta:


1. O custo do transporte:


Neste campo, as três informações básicas são os dados de origem/destino da encomenda, o peso e o prazo de envio. Entretanto, a precificação do frete é mais complexa e considera também outros fatores para compor tabelas distintas para o serviço.


Os custos poderão variar conforme cada transportadora, mas existe um elemento comum a muitas delas e que é essencial para determinar o valor do frete: a cubagem (comprimento x largura x altura/ 6000), que é o espaço ocupado pela mercadoria dentro do veículo. Se a transportadora utiliza a cubagem em seus cálculos de frete, o maior peso, entre cubado e real, é o que será utilizado no cálculo.


2. As generalidades:


São taxas que as transportadoras usam para cobrir algum custo adicional na operação. Como, por exemplo:


Taxa de Dificuldade de Entrega (TDE):


Um custo adicional cobrado sempre que a entrega é dificultada, como quando, por exemplo, o processo de descarga é ineficiente (gerando longos períodos de espera); há exigência, por parte do cliente, de separação de produtos no recebimento; ou a exigência de mão de obra extra para realizar carga e descarga, etc...


Taxa de dificuldade de acesso (TDA):


Cobrada quando o endereço de entrega fica em locais com difícil acesso, por exemplo, quando o cliente está localizado em comunidades ou em regiões muito afastadas no interior.


Taxa de restrição de trânsito (TRT):


Cobrada em decorrência do fluxo intenso do trânsito em determinados locais e horários. Cidades como São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro já adotaram a restrição de circulação de veículos em alguns turnos.


Taxa de Administração da SUFRAMA:


Cobrada para empresas que atuam na região do Amazonas.


Ad Valorem (ou Frete Valor):


Taxa cobrada dentro da tabela de fretes que representa o custo do seguro da carga. Seu cálculo é feito através da porcentagem da mercadoria sobre o valor da Nota Fiscal da carga transportada agregada ao custo de frete.


Gerenciamento de Risco (GRIS):


Taxa cobrada no valor da nota fiscal, em forma de percentual. Ela existe com o objetivo de cobrir os custos ligados ao combate contra roubo de cargas durante o transporte.


3. A agilidade da entrega:


Outro ponto importante a se ter em mente é a ansiedade do público para receber logo o item adquirido. Se você não zelar pelo cumprimento do prazo de entrega, todo o trabalho dedicado para captar visitantes e convencê-los a comprar terá ido por água abaixo. Ou seja, sua estratégia de frete requer agilidade no envio dos produtos, pois esta é uma etapa essencial para fidelizar clientes.


Uma boa sugestão se você não tem plena confiança nas transportadoras que utiliza é acrescentar alguns dias a mais no prazo de entrega ao apresentar para o cliente para que, mesmo se a transportadora atrasar, chegue no prazo combinado com o cliente.


4. Possuir múltiplos parceiros logísticos:


No caso de uma estratégia de frete, isso remete a ter múltiplas opções de transportadoras. Além de ser um elemento extra para garantir condições competitivas de frete, você também estará um passo adiante para solucionar impasses logísticos. Seu e-commerce precisa estar previamente pronto para manter a agilidade das entregas, mesmo diante de períodos turbulentos. É por isso que reforçamos a relevância de trabalhar com diferentes modais e transportadoras.


5. A possibilidade de implementar Frete Grátis


Uma pesquisa realizada pelo Consumidor Digital revelou que se o frete fosse gratuito, 84% dos consumidores comprariam mais em lojas virtuais. Além disso, 77% dos consumidores desistem de realizar uma compra apenas por verem o custo do frete.


Na mente do cliente, se ele precisa pagar o frete, esse custo adicional é um peso a mais que pode fazer a compra não ser mais benéfica para ele. Então, se você eliminar esse efeito através da estratégia de frete grátis, o seu e-commerce pode sair ganhando em: aumento das vendas; diminuição no índice de desistência da compra (abandono do carrinho); fidelização de clientes (já que seus consumidores nem sempre vão encontrar concorrentes com frete grátis). Outra estratégia, caso o frete grátis não seja viável, seria fixar um valor de frete para determinado produto ou região.


6. Contar com uma solução tecnológica


Considere usar a tecnologia para otimizar sua gestão de fretes. Esta pode ser uma contribuição decisiva para garantir a competitividade do seu negócio. Imagine cotar fretes e gerar etiquetas de envio automaticamente. Você terá praticidade para gerenciar todos os seus envios com múltiplas transportadoras em um só lugar, conseguindo atender seu cliente com todas as informações em mãos, transparecendo as informações de entrega para ele, e ficando um passo à frente de qualquer eventual problema de entrega.


Levando todos esses aspectos em consideração, sua estratégia de frete torna-se bem planejada e eficientemente executada, o que acarreta a diminuição do custo de frete e a uma maior agilidade no processo de entrega. Dessa forma, além de evitar o abandono do carrinho e consequentemente aumentar as vendas, a satisfação do consumidor leva à sua fidelização.


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo