Como é feito o cálculo de frete fracionado - E como automatizá-lo



O mercado logístico é repleto de termos técnicos. Se sua empresa já precisou dos serviços de transportadoras para despachar mercadorias, certamente você ouviu falar em carga fracionada e carga fechada.


Mas qual a diferença entre esses dois serviços logísticos?


A carga completa, também conhecida como “carga lotação” ou “carga fechada” (em inglês chamamos de FTL ou Full Truck Load), é a modalidade em que o caminhão é utilizado exclusivamente por um embarcador, em função de uma das seguintes razões:


  • A quantidade de mercadoria é suficiente para lotar o modal de transporte escolhido;

  • A natureza da mercadoria justifica que ela vá sozinha no veículo, ainda que não o complete;

  • É necessária a entrega imediata (na carga fracionada o caminhão vai entregar diversas mercadorias de clientes distintos e em diversos locais; tratando-se de carga completa, a remessa vai direto do remetente ao destino);

  • O manuseio da carga em um entreposto não se justifica — agregar a carga àquela de outros embarcadores trará mais custos na descarga, organização e embarque do que economias no frete.


Já a carga fracionada (em inglês, LTL ou Less Than Truck Load)é o envio de pequenas quantidades de mercadorias, que não ocupam a capacidade total do veículo selecionado para o transporte, ou seja, como o nome sugere, ocupa uma fração do veículo.


É, portanto, quando o embarcador paga apenas pelo espaço utilizado no caminhão, por exemplo, e não pelo frete total, o que torna seus custos com transporte muito mais acessíveis.


Com este modelo é possível agrupar diversos tipos de mercadoria em um único meio de transporte, uma vez que:


  • Trata-se de um sistema de remessa em pequenas quantidades de mercadorias, as quais não completariam um veículo se fossem enviadas sozinhas;

  • O surgimento do varejo online diversificou o raio de localizações geográficas das entregas, o que facilitou a organização de rotas economicamente mais vantajosas às transportadoras (barateando os custos ao embarcador);

  • Nessa modalidade, pode-se também reunir apenas mercadorias com características semelhantes em um mesmo espaço. Por exemplo, produtos alimentícios serem transportados apenas junto a produtos similares ou que não provoquem nenhum tipo de contaminação aos alimentos.


A escolha do modelo de carga (fechada ou fracionada) é uma consequência do negócio.


Para muitas empresas (principalmente no varejo eletrônico), a carga fracionada é a única forma de fazer a entrega de suas mercadorias, o que fez com que o trânsito de pequenas cargas tenha aumentado consideravelmente nas últimas décadas.


Mas junto ao crescimento dessa modalidade de transporte, cresceram também as dúvidas acerca do tema, até mesmo entre profissionais da área, acostumados com rotinas sistêmicas, como os que atuam na emissão de Conhecimento de Transporte eletrônico ou na contratação dos fretes.


Para um breve esclarecimento, podemos dizer que influenciam o cálculo do frete fracionado:


  1. As características do bem transportado, incluindo o valor da mercadoria, o peso total constante na nota fiscal e as dimensões da mercadoria;

  2. A origem e o destino do bem transportado;

  3. A identificação do caso e tabela/tarifa da transportadora escolhida;

  4. O cálculo dos componentes de frete, que incluem o frete peso + gris + ad valorem + taxa de entrega + generalidades + impostos.


Parece complicado, mas hoje em dia plataformas logísticas automatizam esse cálculo. Na Equilibrium, quando o sistema recebe o pedido feito pelo cliente, o cálculo é realizado automaticamente pelo sistema considerando:


  1. A localização do expedidor (loja ou centro de distribuição);

  2. O CEP de destino informado pelo cliente;

  3. O tipo de pessoa (física ou jurídica);

  4. O valor total da nota fiscal;

  5. A categoria do produto (eletrônico, alimento, medicamento, etc);

  6. A altura, largura, comprimento, peso total, quantidade e descrição de cada mercadoria que compõe o pedido;

  7. As tabelas tarifárias de cada transportadora disponível.


Veja como é realizada uma cotação de frete fracionado na Equilibrium:




O processo acima é uma demonstração de como a cotação é realizada manualmente na plataforma, porém no dia a dia as cotações são automáticas. O pedido vem do ERP e é cotado automaticamente pela Equilibrium, tudo via API.


A plataforma da Equilibrium vai consultar o sistema de cada transportadora habilitada para o determinado expedidor para realizar a cotação em tempo real.


Então em questão de milissegundos mostrará todas as cotações disponíveis e já aponta qual a melhor escolha entre as transportadoras, considerando a avaliação feita pelos clientes em pedidos anteriores, o prazo de entrega informado, o valor, o preço e a validade da cotação de cada uma para aquele cenário de frete em específico.


A melhor escolha pode variar de transportadora conforme o perfil da carga e região de entrega.




Geralmente este processo de cotação era realizado manualmente através de e-mails e ligações, o que por consequência resulta em retornos demorados dos valores e prazos de entrega, situação que pode te fazer perder um cliente ou uma venda.


E você, gostaria de automatizar suas cotações e contratações de frete, e largar as planilhas de Excel de uma vez por todas? Venha conhecer a Equilibrium, é só clicar na imagem abaixo!




0 comentário

Posts recentes

Ver tudo